0

segunda-feira, 28 de março de 2011

Você realmente entende o que Jesus quis dizer com a oração que ele ensinou?

http://3.bp.blogspot.com/_hi4z1GUXEfk/TK3PGq3BU8I/AAAAAAAAAMk/XgFHHJIXB6s/s320/Ora%C3%A7%C3%A3o.jpg
Será que você entende? Confira em mais informações.


O QUE SIGNIFICA A ORAÇÃO DO PAI NOSSO EM MATEUS 6:9-13 ?

Vejamos o que a Biblia realmente ensina.
MUITOS a consideram a oração cristã mais repetida no mundo. Quer isso seja verdade, quer não, a oração-modelo de Jesus — às vezes chamada de Pai-Nosso — com certeza é uma das orações que as pessoas menos entendem. Milhões repetem suas palavras mecanicamente todo dia, talvez até várias vezes no dia. Mas Jesus nunca quis que essa oração fosse feita dessa maneira. Como sabemos disso?
Um pouco antes de mencionar essa oração, Jesus disse: “Ao orares, não digas as mesmas coisas vez após vez.” (Mateus 6:7) Será que Jesus estava contradizendo a si mesmo por fornecer um conjunto de palavras que deviam ser memorizadas e repetidas? É claro que não! Na verdade, Jesus estava nos ensinando sobre o que orar e estabelecendo um conjunto de prioridades que devemos ter em mente ao fazer nossas orações. Analisemos em detalhes o que ele disse. Essa oração está registrada em Mateus 6:9-13.
“Nosso Pai nos céus, santificado seja o teu nome.”
Com essas palavras, Jesus lembrou a seus seguidores que todas as orações devem ser dirigidas ao seu Pai, Jeová. Mas você sabe por que o nome de Deus é tão importante e por que precisa ser santificado?
Desde o início da história humana, o nome sagrado de Deus tem sido manchado por mentiras. O adversário de Deus, Satanás, disse que Jeová é um Governante mentiroso e egoísta, que não tem o direito de governar Suas criações. (Gênesis 3:1-6) Muitos tomaram o lado de Satanás, ensinando que Deus é insensível, cruel e vingativo ou até mesmo negando que exista um Criador. Outros chegaram a atacar o próprio nome de Jeová por removê-lo das traduções da Bíblia e por proibir seu uso.
A Bíblia mostra que Deus corrigirá todas essas injustiças. (Ezequiel 39:7) Ao fazer isso, ele vai satisfazer todas as nossas necessidades e resolver todos os nossos problemas. Como? As próximas palavras da oração de Jesus dão a resposta.
“Venha o teu reino.”
Hoje, existe muita confusão entre os instrutores religiosos sobre o que é o Reino de Deus. Mas os ouvintes de Jesus sabiam que os profetas haviam predito muito tempo antes que o Messias, um Salvador escolhido por Deus, seria o governante de um Reino que mudaria o mundo. (Isaías 9:6, 7; Daniel 2:44) Esse Reino santificará o nome de Deus por expor as mentiras de Satanás. Depois, vai derrotar esse adversário e desfazer todas as suas obras. O Reino de Deus acabará com as guerras, a doença, a fome — até mesmo com a morte. (Salmo 46:9; 72:12-16; Isaías 25:8; 33:24) Quando você ora pela vinda do Reino de Deus, está pedindo que todas essas promessas se cumpram.
“Realize-se a tua vontade, como no céu, assim também na terra.”
Essas palavras de Jesus indicam que a vontade de Deus será feita na Terra como é feita no céu, onde Deus mora. A vontade divina nunca deixou de prevalecer no céu; foi lá que o Filho de Deus guerreou contra Satanás e seus apoiadores, lançando-os para a Terra. (Revelação [Apocalipse] 12:9-12) Esse terceiro pedido da oração-modelo, assim como os dois primeiros, nos ajuda a nos concentrar no que é mais importante: a vontade de Deus, não a nossa. É a vontade dele que sempre produz os melhores resultados para toda a criação. Assim, até mesmo Jesus, que era perfeito, disse a seu Pai: “Ocorra, não a minha vontade, mas a tua.” — Lucas 22:42.
“Dá-nos hoje o nosso pão.”
A seguir, Jesus mostrou que não há nada de errado em falar de nossas necessidades diárias em oração. De fato, fazer isso nos lembra que Jeová é aquele que “dá a todos vida, e fôlego, e todas as coisas”. (Atos 17:25) A Bíblia mostra que ele é um pai amoroso que sente prazer em dar a seus filhos o que eles precisam. Mas, assim como um bom pai, Jeová não atende pedidos que poderiam prejudicar seus filhos.
“Perdoa-nos as nossas dívidas.”
Você tem alguma dívida com Deus? Precisa de seu perdão? Muitos hoje perderam a noção de que o pecado existe e de que ele é algo sério. Mas a Bíblia ensina que o pecado é a raiz de nossos piores problemas, pois é a causa básica da morte. Por termos nascido em pecado, todos nós pecamos com frequência, e nossa única esperança de um futuro eterno está no perdão de Deus. (Romanos 3:23; 5:12; 6:23) É um alívio saber que a Bíblia diz: “Tu, ó Jeová, és bom e estás pronto a perdoar.” — Salmo 86:5.
“Livra-nos do iníquo.”
Consegue perceber como você precisa urgentemente da proteção de Deus? Muitos não acreditam na existência do “iníquo”, Satanás. Mas Jesus ensinou que Satanás é real, até mesmo chamando-o de “governante deste mundo”. (João 12:31; 16:11) Satanás corrompeu este mundo, que está sob seu controle, e está ansioso para nos corromper também e impedir que tenhamos um relacionamento achegado com nosso Pai, Jeová. (1 Pedro 5:8) No entanto, Jeová é muito mais poderoso que Satanás e deseja proteger os que o amam.
Esse breve resumo dos pontos principais da oração-modelo de Jesus não abrange todos os assuntos apropriados para se mencionar em oração. Lembre-se do que 1 João 5:14 diz sobre Deus: “Não importa o que peçamos segundo a sua vontade, ele nos ouve.” Portanto, não pense que seus problemas são pequenos demais para serem apresentados a Deus em oração. — 1 Pedro 5:7. obrigado pela sua atenção
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário